CubatãoHistóriaSão Bernardo do CampoSão PauloTrilhas

Estrada Velha de Santos: um passeio pela história do Brasil

Estrada Velha de Santos

A Estrada Velha de Santos é um lugar histórico que hoje faz parte do Parque Caminhos do Mar. Desativada para a passagem de veículos, ela corta a Serra do Mar em um trecho de 8 km cheio de curvas e paisagens incríveis, conectando São Bernardo do Campo (SP) e Cubatão (SP).

O trajeto pode ser feito a partir do Planalto ou da Baixada e possui diversos monumentos construídos em homenagem ao centenário da Independência do Brasil. Ele ainda corta a Calçada do Lorena, caminho usado por Dom Pedro I antes de proclamar a Independência, em 1822.

É um passeio para toda a família feito em uma estrada de concreto cercada pela Mata Atlântica. Ele faz parte do Roteiro Histórico do Parque Caminhos do Mar e pode ser percorrido de várias formas.

O trajeto mais comum é descer todo o trecho de Serra e voltar com a van interna do parque. Mas também há a opção de descer até a metade do caminho e subir pela Calçada do Lorena, percorrendo o mesmo caminho de Dom Pedro I antes da independência.

Mas independentemente do trajeto, o passeio passa pelos mesmos lugares e tem placas informativas que descrevem detalhes dos monumentos, da fauna e da flora local.

Detalhes sobre os atrativos

Estrada Velha de Santos

Estrada Velha de Santos

A própria Estrada Velha de Santos é um atrativo do Parque Caminhos do Mar. Ela foi inaugurada em 1841 com o nome de Estrada da Maioridade, uma homenagem a Dom Pedro II. Na época, ela era usada por carros de boi para o transporte de mercadorias. Em 1920, ela passou por uma grande reforma e foi a primeira estrada da América Latina pavimentada com concreto, o que facilitou o tráfego de veículos.

Com a inauguração da Via Anchieta, em 1947, a rota passou a ser menos usada e, em 1985, fechou para o tráfego de veículos. Desde 2004 ela virou ponto turístico e está aberta à visitação.

Pouso de Paranapiacaba

Pouso de Paranapiacaba - Estrada Velha de Santos

Monumento construído em 1922 para ser um ponto de parada para os carros no topo da Serra. Seu nome faz referência à palavra tupi “paranapiacaba”, que significa “local de onde se vê o mar”. Em dias abertos, é possível enxergar o mar do Pouso de Paranapiacaba.

Completamente restaurado em 2022, o monumento recebe agora um café e tem mesinhas na varanda com vista para a Serra do Mar.

Há uma lenda que Dom Pedro I se encontrava com a Marquesa de Santos nesta casa, o que é uma antiga fake news. Como Dom Pedro I morreu em 1834, era impossível ele estar em uma casa construída quase 90 anos depois.

Ruínas

Ruínas da Estrada Velha de Santos

São ruínas de uma antiga casa que ainda não se sabe sua história. Acredita-se ser a casa de engenheiros que construíram a estrada ou de operários da Usina Henry Borden.

Curva do Uau

Vista da Curva do Uau - Estrada Velha de Santos

A trilha pela Estrada Velha de Santos tem vários pontos com belas paisagens, mas a melhor delas fica na Curva do Uau. Esse nome vem da reação dos visitantes ao se deparar com a vista do mirante. Com o tempo aberto, é possível ver as cidades de Santos, São Vicente, Cubatão e Praia Grande. Mas o melhor da paisagem é ver a imensidão da Serra do Mar em contraste com as cidades e o mar ao fundo.

Dutos da Usina Henry Borden

Dutos da Usina Henry Borden

Sabe aqueles dutos que você vê quando está subindo a Serra de Santos? Eles são da Usina Hidrelétrica Henry Borden. Ela foi inaugurada em 1926 e opera até hoje, usando as águas do Reservatório Rio das Pedras para gerar energia. Ver de perto essa estrutura só valoriza o trabalho feito para construir a usina em um lugar como a Serra do Mar.

Calçada do Lorena

Calçada do Lorena

A Calçada do Lorena é talvez o monumento mais importante do Parque Caminhos do Mar. Construída em 1792, foi o primeiro caminho pavimentado ligando o Planalto à Baixada Santista. Teve grande importância na época, pois diminuiu o tempo de viagem e facilitou o transporte de produtos entre o porto de Santos e São Paulo. Foi pela Calçada do Lorena que Dom Pedro I passou antes de proclamar a Independência do Brasil, em 1822.

É possível fazer uma trilha por vários trechos da Calçada do Lorena, entre o Padrão do Lorena e o estacionamento do parque, em São Bernardo do Campo. Caso queira fazer a trilha, indicamos usar bota específica para trilha. Além das pedras serem escorregadias, há um trecho de terra que, em dias mais úmidos, fica bem enlameado.

Belvedere Circular

Belvedere Circular

Mais um dos monumentos construídos em 1922 em comemoração ao centenário da Independência do Brasil. O Belvedere Circular marca o encontro da Calçada do Lorena com a Estrada Velha de Santos.

Rancho da Maioridade

Rancho da Maioridade - Estrada Velha de Santos

Maior dos monumentos da Estrada Velha de Santos, esse edifício de pedra foi construído no meio do trecho de Serra, em 1922, e serviu como ponto de apoio e oficina mecânica. Hoje, ele é o local de descanso dos visitantes para tomar água, comer e ir ao banheiro. Tem uma vista privilegiada do Litoral e das refinarias instaladas no pé da Serra.

Rancho da Maioridade

O nome Rancho da Maioridade é uma homenagem ao antigo nome da estrada e também a Dom Pedro II. Inclusive, no topo do edifício há um brasão do Império do Brasil. O monumento também tem um painel de azulejos com imagens de figuras ilustres que passaram por ali no século XIX.

Padrão do Lorena

Padrão do Lorena

Monumento criado em homenagem a Bernardo José de Lorena, governador de São Paulo entre 1788 a 1797. Foi durante o governo dele que foi construída a Calçada do Lorena. O monumento tem uma escadaria imponente e muros com azulejos que retratam o cotidiano da calçada. É aqui que começa a subida histórica pela calçada onde passaram diversas personalidades, entre elas Dom Pedro I.

Monumento do Pico

Monumento do Pico

Construído em 1922, marca o início do trecho de Serra da Calçada do Lorena. Localizado no topo da Serra, também é um mirante com vista panorâmica da Baixada Santista.

Pontilhão Raiz da Serra

Monumento que fica na Baixada e marca o início do trecho de Serra da Estrada Velha de Santos. A ponte foi construída em 1922 e possui uma placa comemorativa em alusão à pavimentação da estrada.

Parque Caminhos do Mar

Trilha da Cachoeira da Torre

Além da Estrada Velha de Santos e da Calçada do Lorena, o Parque Caminhos do Mar tem outros atrativos interessantes, como a Trilha da Cachoeira da Torre, a Tirolesa Voo da Serra e a Base Náutica.

A Trilha da Cachoeira da Torre faz parte do Roteiro Aventura e tem um total de 9 km (ida e volta). Ela percorre diferentes cenários pelas escarpas da Serra do Mar e o destino final é um espaço com piscinas naturais e uma queda d’água de 130 metros com vista para as montanhas da Serra Mar.

Nós fizemos a Trilha da Cachoeira da Torre e contamos todos os detalhes aqui.

Tirolesa Voo da Serra

Já a Tirolesa Voo da Serra e a Base Náutica ficam no topo da Serra e são atrações pagas à parte. Você pode conferir mais detalhes sobre esses atrativos neste texto completo sobre o Parque Caminhos do Mar.

Informações importantes

Parque Caminhos do Mar

O Parque Caminhos do Mar funciona de quarta-feira a domingo e feriados, das 8h às 17h. A compra dos ingressos pode ser feita pelo site do Parque Caminhos do Mar ou direto na portaria.

Valor da entrada: R$ 40
Estacionamento: R$ 30

O parque disponibiliza translado interno por um valor de R$ 35 e também existe a opção do combo de entrada + translado, por R$ 50.

food trucks nas portarias de São Bernardo do Campo e Cubatão, além de um café no Pouso de Paranapiacaba, mas indicamos que você leve uma garrafa de água para a trilha. O parque também tem banheiros, bebedouros, wi-fi e redário em ambas as entradas.

Vá com roupas leves e tênis de caminhada. Caso você queira passar pela Calçada do Lorena, indicamos usar botas de trilha.

Como o trajeto é feito pela Estrada Velha de Santos, e nem sempre as árvores fazem sombra na pista, é importante levar protetor solar.

A entrada de animais domésticos é proibida, já que o parque é uma unidade de conservação ambiental e tem animais silvestres.

Como chegar

O Parque Caminhos do Mar tem entradas em São Bernardo do Campo (SP) e Cubatão (SP).

Por São Bernardo do Campo (SP)

A entrada de São Bernardo do Campo fica no km 42 da Rodovia Caminho do Mar (SP-148). Para chegar lá, basta pegar a Via Anchieta pela pista lateral (a pista central leva direto para o Litoral) até o km 29 e acessar a Rodovia Caminho do Mar (SP-148). Depois é só seguir por 12 km até a portaria do parque. É importante ficar atento no trecho final da Rodovia Caminhos do Mar, pois ele tem uma grande circulação de ciclistas.

Por Cubatão (SP)

A entrada de Cubatão fica no km 50 da Rodovia Caminho do Mar (SP-148). Para chegar lá, você deve pegar a Rodovia Cônego Domênico Rangoni (Piaçaguera-Guarujá) até o km 268 e acessar a Rodovia Caminho do Mar (SP-148). Depois é só seguir por 2 km até a portaria do parque. O acesso fica ao lado da Refinaria Presidente Bernardes.

7 thoughts on “Estrada Velha de Santos: um passeio pela história do Brasil

Deixe um comentário