ItuRoteirosSaltoSão Paulo

Roteiro para um fim de semana em Itu (SP) e Salto (SP)

Trem Republicano de Itu e Salto
Trem Republicano, atração que liga as cidades de Itu e Salto

Separadas por apenas 7 km, Itu (SP) e Salto (SP) são duas cidades do interior paulista com um passado rico e cheio de histórias.

Itu já foi considerada a cidade mais rica de São Paulo na década de 1850 e traz um patrimônio histórico, arquitetônico e natural muito importante. Foi aqui, por exemplo, que aconteceu, em 1873, a Convenção de Itu, primeiro encontro republicano do Brasil. A cidade também conta com vários casarões, igrejas e fazendas históricas.

Salto abriga a maior queda d’água do Rio Tietê e tem muitas atrações que mostram a importância e imponência do maior rio de São Paulo.

As duas cidades são próximas e podem ser visitadas em um fim de semana. Confira o roteiro que fizemos para conhecer as principais atrações de Itu e Salto.

Roteiro de 2 dias em Itu e Salto

Dia 1 – Itu

Centro Histórico

Os principais pontos turísticos de Itu estão no Centro Histórico. Andando por poucos quarteirões, é possível visitar boa parte das atrações da cidade. Seguir a lista abaixo é a forma mais fácil de percorrer esse eixo histórico a pé.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Igreja Nossa Senhora do Carmo

A Igreja e Convento Nossa Senhora do Carmo foi construída no início do século XVIII, no estilo barroco, e é tombada pelo Patrimônio Histórico. Ela abriga belas pinturas e imagens.

Em frente à igreja, vale passar também na Praça da Independência, onde se encontra a estátua do fundador da cidade, Domingos Fernandes.

Museu Republicano

Museu Republicano de Itu

O Museu Republicano fica em um casarão histórico onde aconteceu, em 18 de abril de 1873, a Convenção Republicana de Itu, um dos principais eventos do país.

Organizado por pessoas da elite descontentes com a monarquia, com destaque para os barões de café, esse foi o primeiro encontro republicano realizado no Brasil. A reunião culminou na criação do Partido Republicano Paulista (PRP), um dos principais patrocinadores da campanha republicana, movimento que resultou na Proclamação da República, em 1889.

A proposta do museu é mostrar a formação histórica e cultural brasileira entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, com ênfase no movimento republicano que começou no casarão.

O Museu Republicano está temporariamente fechado para obras. A previsão de reabertura é só em 2023.

Praça Padre Miguel (Matriz)

Orelhão gigante de Itu

A Praça da Igreja Matriz é onde está o orelhão e o semáforo gigante de Itu, principais cartões postais da cidade. A praça está rodeada de construções históricas, como a Igreja Matriz, e ainda conta com um coreto e um espaço arborizado. Em volta da praça há muitos restaurantes, bares e as famosas lojas com objetos gigantes que os turistas adoram.

Não confunda a Praça da Igreja Matriz com a Praça dos Exageros, outra praça com objetos gigantes em Itu. Neste roteiro, não visitamos a Praça dos Exageros. Ela parecia bastante degradada e preferimos focar no Centro Histórico.

Igreja Nossa Senhora da Candelária

Igreja Matriz de Itu

Principal igreja da cidade, ela tem o maior acervo barroco e rococó do Estado de São Paulo. Foi construída em 1780 e é tombada pelo Patrimônio Histórico. Tem pinturas de artistas como José Patrocínio da Silva Manso e Almeida Júnior. Já sua fachada foi reformada pelo famoso arquiteto Ramos de Azevedo.

Museu da Energia

Museu da Energia

Localizado em um casarão construído em 1847, o Museu da Energia tem uma exposição permanente que mostra a mudança da nossa rotina com a chegada da energia elétrica. O acervo conta com vários objetos antigos que vão fazer você voltar no tempo e lembrar da casa dos seus pais e avós.

O Museu da Energia também recebe exposições temporárias sobre temas diversos e tem no espaço externo uma área que conta a história do casarão.

O sobrado sediou a primeira empresa de distribuição de energia da cidade, a Companhia Ituana de Força e Luz, e depois outras empresas que atuaram na região: a The São Paulo Light & Power, a Eletropaulo e a Empresa Bandeirante de Energia. Em 1999, foi transformado no Museu da Energia.

A entrada custa R$ 4 (atualizado em 2022) em dias de semana e é gratuito aos sábados.

Igreja do Senhor Bom Jesus

Igreja Senhor Bom Jesus

Foi aqui que Itu nasceu. Construída como uma capela, em 1610, a Igreja do Senhor Bom Jesus é a primeira da cidade. Ela foi erguida por Domingos Fernandes e sofreu várias intervenções ao longo dos anos.

Na parte interna, ela tem uma área com belas pinturas iluminadas pela luz do sol refletida nos vitrais vermelhos. Vale a visita!

Fábrica São Luiz

Fábrica São Luiz

A Fábrica São Luiz foi a primeira indústria de São Paulo e segunda do Brasil a receber uma máquina a vapor. Ela foi inaugurada em 1869 e funcionou por mais de 100 anos produzindo tecido. Encerrou suas atividades em 1982 e hoje é considerada um Patrimônio Histórico.

Atualmente, a Fábrica São Luiz é um complexo cultural e turístico. É possível agendar uma visita monitorada que explica a história da fábrica. Clique aqui para saber mais.

Cruzeiro de São Francisco

Cruzeiro de São Francisco
Foto: Divulgação

Na Praça Dom Pedro I, o Cruzeiro de São Francisco é a única memória que restou de um antigo complexo franciscano. O conjunto sofreu um incêndio criminoso em 1907 e apenas o cruzeiro ficou de pé. Atualmente, a obra passa por restauração.

Casa Imperial

Casa Imperial de Itu

Casa no estilo colonial português onde a Princesa Isabel e seu marido, o Conde d’Eu, se hospedaram quando visitaram Itu, em 1884. A casa é uma propriedade privada e não tem visitação. Mas vale passar em frente e apreciar os detalhes da imponente porta de entrada. Foi o último ponto que visitamos no eixo histórico de Itu.

Parque do Varvito

Parque do Varvito

Fora do Centro Histórico, o Parque do Varvito é mais uma atração importante de Itu. O parque é um monumento geológico histórico por conta do varvito, um tipo de rocha sedimentar. Ela é formada por várias camadas de sedimentos que representam um período de tempo da era glacial (cerca 280 milhões de anos atrás). O Parque do Varvito tem a maior exposição deste tipo de rocha da América Latina. A visitação é gratuita.

Cavalgada

Itu tem várias fazendas, chácaras e ranchos que fazem passeios de cavalo. Fomos em um desses lugares e a cavalgada foi ótima. Achamos os cavalos bem tratados, mas tivemos problemas no atendimento e preferimos não divulgar o nome do local. Mas vale colocar a cavalgada no seu roteiro. Itu tem várias fazendas históricas do tempo dos bandeirantes que valem a visita.

Dia 2 – Salto

Trem Republicano

Trem Republicano de Itu e Salto

Para ir até Salto, aproveitamos para fazer o passeio do Trem Republicano, uma das atrações mais legais da região. A viagem é uma verdadeira aula de história sobre os trilhos. Aprendemos sobre a Convenção de Itu, sobre a história da região e sobre o funcionamento do trem, sempre acompanhados de um monitor e das belas paisagens do caminho.

O passeio entre Itu e Salto leva aproximadamente uma hora e conta com serviço de bordo e atrações artísticas. O trem ainda tem um vagão pet friendly.

Trem Republicano de Itu e Salto

O Trem Republicano oferece diferentes tipos de passeios e você pode conferir todos os pacotes clicando aqui. Nós escolhemos o passeio de ida e volta, com almoço em Salto incluso.

Mirante da Ponte Estaiada

Mirante da Ponte Estaiada

Com 36 metros de altura, o Mirante da Ponte Estaiada fica em uma ponte que passa por cima do Rio Tietê. A torre tem um elevador panorâmico e uma sala de vidro com vista para a região. O mirante fica estrategicamente localizado entre a Estação Ferroviária de Salto e o Complexo Turístico da Cachoeira, nosso último destino na cidade. A visitação é gratuita.

Complexo Turístico da Cachoeira

Complexo Turístico da Cachoeira

Ao lado do Rio Tietê, o Complexo Turístico da Cachoeira conta com várias atrações gratuitas. A principal delas é a Cachoeira do Salto Grande, maior queda d’água do Tietê e cachoeira que deu nome à cidade.

É impressionante ver a força da água e ao mesmo tempo triste pela quantidade de lixo que ela leva. São muitos objetos, como garrafas pet e pedaços de isopor, que ficam depositados no meio das pedras e na margem do rio.

Ponte pênsil do Complexo Turístico da Cachoeira

O Complexo Turístico da Cachoeira ainda conta com uma ponte pênsil centenária, esculturas que contam a história dos personagens que construíram a cidade, e também com a Ilha da Usina, um ponto com fauna e flora intocadas, que você atravessa por uma passarela suspensa na mata.

Onde comer em Itu e Salto

Bar do Alemão

Bar do Alemão - Itu

Tradicional restaurante de Itu, o Bar do Alemão tem mais de 100 anos de história. Fundado em 1902, o carro chefe da casa é o filé à parmegiana. Como tudo em Itu é grande, o bife do Bar do Alemão não é diferente. Pedimos uma porção individual que deu tranquilamente para comer em duas pessoas. Não é à toa que o prato tem o apelido de “orelha de elefante”.

O sabor é único e diferente de todas as outras parmegianas que já provamos. O filé é macio e o molho vem com uma delicada camada de queijo ralado. É por isso que a parmegiana do Bar do Alemão é a mais conhecida do Brasil. O preço do prato individual é R$ 75 (valor de 2021).

Stazione Salto

Restaurante Stazione Salto

O restaurante Stazione fica em um prédio histórico anexo à Estação Ferroviária de Salto. É a opção perfeita para quem faz o passeio turístico do Trem Republicano. O ambiente interno é rústico e aconchegante e do lado de fora há um deck ao ar livre.

Para quem compra o ingresso com almoço ou jantar do Trem Republicano, os pratos servidos são o filé à parmegiana ou o barreado (prato típico do litoral paranaense).

Como chegar

Itu e Salto ficam a 100 km de São Paulo (SP) e entre duas cidades importantes do interior paulista: Sorocaba e Campinas.

Partindo da capital, existem dois caminhos principais. O mais curto é pela Rodovia Castello Branco. Siga no sentido interior até o km 78, já na altura de Itu, e acesse a Rodovia Archimedes Lammoglia para continuar a viagem em direção ao centro da cidade.

Já o segundo caminho é pegando a Rodovia dos Bandeirantes até o km 59, na altura de Jundiaí (SP), e depois acessando a Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, em direção a Itu.

2 thoughts on “Roteiro para um fim de semana em Itu (SP) e Salto (SP)

Deixe um comentário