ExtremaMinas GeraisTrilhas

Bate e volta em Extrema (MG): Trilha do Pico da Serra do Lopo e parque gratuito na cidade

Letreiro de Extrema

Extrema (MG) é um município localizado na Serra da Mantiqueira e cheio de atividades de ecoturismo e turismo de aventura. Visitamos a cidade para fazer a famosa Trilha do Pico da Serra do Lopo e ainda aproveitamos para conhecer o Parque Municipal Cachoeira do Salto.

Com apenas 15.000 habitantes, Extrema é a cidade mais ao sul de Minas Gerais. É daí que vem o seu nome. Ela também é a cidade mineira mais próxima de São Paulo (SP), a apenas 110 km da capital paulista.

Por essa proximidade, conseguimos aproveitar Extrema em um bate e volta no sábado. Confira os detalhes das atividades que fizemos.

Sobre a Trilha do Pico da Serra do Lopo

Mirante da Serra do Lopo
Vista do Mirante antes de chegar na Pousada Céu da Mantiqueira

A Serra do Lopo é um conjunto de montanhas que delimita Minas Gerais e São Paulo, nas cidades de Extrema (MG) e Joanópolis (SP). Há vários picos e montanhas para subir na região. A mais alta é a Pedra do Cume, destino final da nossa aventura, que fica a 1.780 metros. Foi talvez a vista mais bonita que já vi nas trilhas que fizemos.

O início da trilha fica na Pousada Céu da Mantiqueira e é cobrada uma taxa de R$ 20 (atualizado em 2022) pelo day use no local. Além de fazer a trilha, os visitantes podem usar o estacionamento, os banheiros e ficar na piscina. A pousada também serve almoço (cobrado à parte).

A trilha começa bem ao lado do estacionamento e leva a três destinos: Pedra do Marino, Pedra das Flores e Pedra do Cume. No total, ela tem 8 km (ida e volta) e, até a Pedra das Flores, consideramos de nível fácil. A trilha é bem demarcada, autoguiada e sem muito desnível. Só para chegar na Pedra do Cume é um pouco mais complicado.

Como é a Trilha do Pico da Serra do Lopo

Pedra do Marino - Serra do Lopo
Pedra do Marino

A primeira parada da caminhada é na Pedra do Marino. Ela fica a 1 km e 15 minutos do início da trilha. A vista tem a Pedra do Cume ao fundo e já dá um gostinho do que vem por aí.

Depois, a trilha fica mais fechada, mas continua bem demarcada. São mais 2 km e cerca de 40 minutos até a Pedra das Flores, uma plataforma rochosa com espécies de plantas em suas fendas. Por isso o nome Pedra das Flores.

Pedra das Flores - Serra do Lopo
Pedra das Flores,

A vista é deslumbrante! É possível ver um vale de montanhas rodeadas pelo azul da represa de Joanópolis. Neste ponto, também vemos a Pedra do Cume, agora mais perto, dando aquele toque especial na paisagem.

Agora, para alcançar o pico da Serra do Lopo, ainda é preciso chegar na Pedra do Cume. O caminho até lá tem um pouco mais de 1 km e a dificuldade é maior. A trilha tem um trecho de subida e descida, além de algumas bifurcações, que no fim dão no mesmo lugar.

No final da trilha também é necessário subir uma pedra mais íngreme se apoiando nos galhos. É um ponto que precisa de mais atenção.

Pedra do Cume - Pico da Serra do Lopo
Pico da Serra do Lopo

Depois deste trecho mais perigoso, você já chega no Pico da Serra do Lopo. São 1.780 metros de altura e uma vista panorâmica espetacular da Serra da Mantiqueira. No cume, ainda há um caderno para assinar, mas ele fica em uma pedra que é preciso de equipamento de escalada para subir. Mas isso é só um detalhe. Chegar no pico e apreciar a vista é recompensador e energizante!

Parque Municipal Cachoeira do Salto

Parque Municipal Cachoeira do Salto
Cachoeira do Salto

Para aproveitar o tempo na cidade, depois da trilha visitamos o Parque Municipal Cachoeira do Salto, um parque público muito bem cuidado.

Ele tem uma área verde preservada, playground, equipamento de ginástica, restaurante, lanchonete, lojinha de artesanato e uma cachoeira, que é a atracação principal.

Conhecida como Cachoeira do Salto, ela é uma queda d’água forte, que gera uma grande correnteza. Por conta disso, ela não é apropriada para banho. Mesmo assim, foi um lugar que valeu conhecer. Afinal, quem não gosta de descansar ao som de uma cachoeira?

O Parque Municipal Cachoeira do Salto fica aberto todos os dias da semana, das 8h às 17h.

Como chegar em Extrema (MG)

Extrema (MG) é a cidade mais ao sul de Minas Gerais. Ela fica a apenas 110 km ou a 1h30 de São Paulo (SP), e é o município mineiro mais próximo da capital paulista. O caminho é bem fácil. Basta pegar a Rodovia Fernão Dias no sentido Minas Gerais e seguir as placas para Extrema. A estrada está bem conservada e tem boa sinalização.

Para chegar na Pousada Céu da Mantiqueira, é preciso pegar a Estrada da Embratel até o final. São cerca de 8 km subindo uma estradinha quase sempre de terra, mas em boas condições.

2 comentários sobre “Bate e volta em Extrema (MG): Trilha do Pico da Serra do Lopo e parque gratuito na cidade

    • Olá, Dilma. Tudo bem? Você tem razão, vamos tentar trazer essa informação em nossos próximos posts. Para Extrema (MG), especificamente, é possível chegar lá transporte público pegando um ônibus da Viação Cambuí, saindo do Terminal Tietê, em São Paulo (SP). O trajeto leva cerca de 1h30 e não tem paradas.

Deixe um comentário