PardinhoSão Paulo

Pardinho (SP): principais atrações, onde comer e como chegar

O que fazer em Pardinho

Pardinho (SP) é uma pequena cidade de 6.000 habitantes localizada nas escarpas da Cuesta Paulista. Conhecida pela vista para o Gigante Adormecido, a cidade tem ótimas opções de turismo rural em fazendas e passeios de aventura com vista para o horizonte infinito da Cuesta Paulista.

Indicamos ficar em Pardinho um fim de semana para curtir com tranquilidade os principais pontos turísticos e conhecer o que essa cidade tem a oferecer.

O que fazer em Pardinho

Gigante Adormecido

Gigante Adormecido Pardinho

O Gigante Adormecido é uma formação rochosa que parece a silhueta de uma pessoa deitada. Os montes ficam na cidade de Bofete (SP), mas a melhor vista está em Pardinho, na região da Estrada Municipal Constantino Pauletti, local onde estão vários restaurantes e fazendas que fazem do Gigante a principal atração turística.

Também tivemos a oportunidade de ver essa formação rochosa de outro ângulo em uma viagem para Botucatu (SP), quando visitamos o Ecoparque Pedra do Índio, em Botucatu (SP). Confira mais detalhes aqui.

Tirolesa do Gigante

Tirolesa do Gigante
Vista do final da tirolesa

A Tirolesa do Gigante é um dos lugares com vista para a famosa formação rochosa do Gigante Adormecido. O sítio tem atrações de aventura, sendo a tirolesa a mais famosa. Ela tem 800 metros de extensão e é dividida em três fases, duas de 300 metros e uma de 200 metros, com vista para a famosa paisagem da região de um ângulo privilegiado. O valor da descida é de R$ 60 (preço de 2023).

Outra atração do sítio são os passeios de quadriciclo e de UTV (uma espécie de buggy). Eles passam pela região da Cuesta, que proporciona sempre belas paisagens, e podem ser feito em dupla. O passeio de 1h de quadriciclo custa R$ 250 e de UTV R$ 400 (preços de 2023).

Passeio de quadriciclo

Para completar, o parque ainda tem hospedagem em chalés super confortáveis, com vista para o Gigante Adormecido, e café da manhã incluso.

Para mais informações sobre a Tirolesa do Gigante, entre em contato pelo WhatsApp (14) 99761-4110.

Cavalgada Pardinho

Cavalgada Pardinho
Foto: Cavalgada Pardinho

Muito mais do que um simples passeio a cavalo, a Cavalgada Pardinho é uma verdadeira experiência de interação com os animais.

Antes mesmo de começar o passeio, o Luiz, anfitrião da cavalgada, dá uma verdadeira aula sobre os cavalos. A conversa é longa e ele explica tudo sobre o comportamento dos animais, a função de cada equipamento que vamos usar e um pouco da parte teórica da montaria.

Depois, ainda buscamos os cavalos no pasto, escovamos o pelo e selamos, sempre com as orientações do Luiz. Já havíamos feito outras cavalgadas, mas nenhuma com toda essa experiência.

Cavalgada Pardinho
Foto: Cavalgada Pardinho

A conversa e a interação com os animais deu uma segurança muito grande antes de subir no cavalo e recomendamos muito para quem tem medo ou nunca montou.

Só depois disso o passeio inicia de fato. O roteiro varia bastante e depende da quantidade de tempo, mas vale a pena por toda a experiência. Nós, por exemplo, andamos por 2h.

O passeio custa R$ 120 a hora (preço de 2023) e é cobrado apenas o tempo de cavalgada, sem levar em consideração as explicações no início.

Se você se interessou, leitores do blog têm desconto na Cavalgada Pardinho. É só falar para o Luiz que viu sobre o passeio aqui no Pegamos Uma Estrada, que ele fará um valor especial!

Paróquia do Divino Espírito Santo

Paróquia do Divino Espírito Santo

Igreja Matriz de Pardinho, a Paróquia do Divino Espírito Santo foi construída em 1917 e se destaca no centro da cidade. Ela fica de frente para um calçadão, em uma praça bem convidativa, com muitos bancos e árvores. É aquele cenário ideal para tomar um sorvete enquanto vê o movimento pacato da cidade.

Monumento a Carreirinho

Monumento a Carreirinho

Conhecida como Capital da Música Raiz, Pardinho homenageia na entrada da cidade o cantor Carreirinho, famoso por compor a música Ferreirinha, que fez sucesso na voz da dupla sertaneja Tião Carreiro e Pardinho.

Apesar de ter nascido em Bofete, Carreirinho foi um ilustre morador de Pardinho e projetou o nome da cidade com suas músicas caipira raiz.

Gastronomia

Varanda Pardinho

Varanda Pardinho

O Varanda Pardinho é um restaurante muito bem localizado, quase em frente à Tirolesa do Gigante, com cardápio variado, ambiente moderno e pet friendly.

O espaço é amplo, com área interna e externa, playground para as crianças, além de um mezanino com vista para o Gigante Adormecido, e uma varandinha.

Vista para o Gigante Adormecido

Aos fins de semana, eles servem café da manhã colonial, almoço, café da tarde e jantar. Fizemos todas as refeições no Varanda e o prato que mais gostamos foi o Camarão Internacional (camarão ao creme de queijo, presunto, ervilhas, arroz e batata palha).

Camarão Internacional - Varanda Pardinho
Camarão Internacional

No almoço, nossa dica é sentar no mezanino para ver a vista para o Gigante, e no fim de tarde ficar na área externa para ver o pôr do sol, que fica na direção oposta.

Uma ótima opção é visitar a Tirolesa do Gigante e o Varanda Pardinho no mesmo dia, aproveitando que eles são vizinhos.

Pardinho Artesanal

O Pardinho Artesanal é uma fazenda produtora de queijo que já teve alguns de seus produtos premiados em competições internacionais. A queijaria cria vacas da raça indiana Gir e adota processos de bem-estar animal e gestão ambiental, que influenciam na qualidade do queijo produzido.

Infelizmente, ainda não é possível visitar fazenda, mas o queijo é encontrado em diversos estabelecimentos da cidade.

Como chegar em Pardinho

Pardinho está localizado em uma região conhecida como Cuesta Paulista, entre Bofete (SP) e Botucatu (SP). A cidade fica a 200 km e a 2h30 de São Paulo (SP) e o caminho é feito pela Rodovia Castello Branco. Basta seguir no sentido interior até o km 192, acessar a Rodovia João Emílio Roder e depois subir a serra da Cuesta por 9 km, até chegar em Pardinho.

*Visitamos Pardinho a convite do restaurante Varanda Pardinho

One thought on “Pardinho (SP): principais atrações, onde comer e como chegar

Deixe um comentário